Páginas

25 de jan de 2012

Para os que como eu, amam SÃO PAULO!!!!

458 anos!
Que idade, que nada!
Desfila entre as mais mais do mundo. Tem seu charme. Trabalha duro, estuda, se diverte e tem lá seus problemas. Quem não tem?
 Recorro ao Wikipedia  . Ela está lá, a sexta maior em número de habitantes, o décimo maior PIB, a décima quarta mais globalizada do planeta. É uma senhora de respeito!
Nós vivemos aqui!!!!



Mas às vezes a gente cansa de tudo isso e quer fugir daqui pra procurar um canto onde a natureza sobreviva.

Acorde cedo! Caminhe. Corra. Ande de bicicleta. As ciclovias a cada dia ganham mais espaço. Interligam parques.

O Parque do Ibirapuera é lindo! Às vezes nos damos conta que o despertador  tocou na mesma hora para outras milhares de pessoas.  Tiveram a mesma idéia que nós. Mas o Parque ainda assim vale a pena! Aqui podemos ter idéia do que SP tem de verde. O Parque tem a bondade de transmutar nosso cansaço em energia revigorante. Tome sol ! Tome uma água de côco! 
Certeza de sair daqui muito melhor do que chegamos!!!

E assim, cada um faz o seu dia, sua cidade, seu mundo... 


Fotos e dados:
http://www.parqueibirapuera.org/parque_do_ibirapuera.html

24 de jan de 2012



A vida escolhe exuberantes cores para encerrar o dia. 

Comemora! Agradece! Encosta os barcos e o cansaço. Missão cumprida para descansar em paz,,, Também escolho minhas cores, lindas cores! Lindo dia! Amanhã tem mais!



21 de jan de 2012

SANTIAGO DO CHILE histórica

Santiago é histórica. Plaza de Armas. Catedral. Prefeitura. Correio Central. Pátios.Parques.




Palácio de La Moneda

Palácio de La Moneda é a sede do governo chileno. Próximo ao Palácio está o Museu de Santiago, a Casa Colorada, que conta a história da cidade e expõe páginas de jornais do mundo noticiando na época,  o golpe militar de 1973 que derrubou  o governo de Salvador Allende.





Foi  Isabel Allende e seus livros que me trouxeram até aqui para conhecer os locais onde ambientou suas histórias em tempos de repressão.
Recomendo todos:  “ A Casa dos Espíritos”, “ Paula” , “ De Amor e de Sombras”, “ Eva Luna”...

 “ O dia do golpe militar amanheceu ensolarado, o que era pouco usual na tímida primavera que despontava... Telefonavam-lhe do palácio para informá-lo de que deveria apresentar-se no escritório do companheiro presidente o mais depressa possível...Chegou ao palácio às oito e estranhou ver a praça vazia e um forte destacamento de soldados nos portões da sede do governo, todos equipados com farda de campanha, capacetes e armamentos de guerra. Deixaram-no entrar. No interior do edifício reinava uma agitação de naufrágio, os empregados correndo pelas escadas como ratos assustados, e a guarda privada do presidente empurrando os móveis contra as janelas e distribuindo pistolas aos mais próximos. O presidente veio em seu encontro, usando um capacete de combate incongruente com sua fina roupa esportiva e seus sapatos italianos. Jaime compreendeu então que algo grave estava acontecendo...”      
              
( Isabel Allende, no livro A Casa dos Espíritos)



Caminhar pela Plaza de Armas é passear pelos seus textos.  Tropeço em seus personagens feitos de verdade, de mentira, cheios de vida. Viva a  imaginação!






Você também pode gostar:


Santiago do Chile em dias de verão

Valparaíso -  Um Escritinho sobre a Casa de Pablo Neruda

Vinícolas no Chile

Um Escritinho sobre Viña Del Mar

Escritinhos dá as DICAS para Santiago – Valparaíso e Viña Del Mar

15 de jan de 2012

Escritinhos em dia de Feliz Aniversário!

Remexe receitas. Mexe, remexe a massa. Despeja em uma forma de coração.
Entre um ingrediente e outro , meu pensamento vai longe, para que chegue até você, corações suaves, que toquem o seu, que mexam, remexam , derretam, se derretam. 
Nos tempos de sua avó, em dia de aniversário, aniversariante ganhava seu bolo preferido. 
Continuamos a tradição. Esse é meu preparo pra você, meu doce amor! 21 velinhas. Assopra forte!!!!

E vamos seguindo juntas, de mãos dadas, descobrindo o mundo...

10 de jan de 2012

Escritinhos visitando VIÑA DEL MAR - CHILE

Ai que delícia caminhar pela orla da praia...

Tocar o Pacífico pela primeira vez, é como tocar terras distantes...

Á água é gelada! Poucos se atrevem.

Me dizem que tocar o mar é tocar todos os continentes, é se colocar em contato com as pessoas do mundo. O mar une todos os povos, todos os idiomas. Une você a mim. Nos une a todos.

É a benção das águas!









Você também pode gostar:


Santiago do Chile em dias de verão

Santiago do Chile – Histórica

Valparaíso -  Um Escritinho sobre a Casa de Pablo Neruda

Vinícolas no Chile

Escritinhos dá as DICAS para Santiago – Valparaíso e Viña Del Mar


8 de jan de 2012

Escritinhos visitando Vinícolas no CHILE

E os vinhos?.... Ah, os vinhos...


São vários os roteiros. Várias vinícolas ao redor de Santiago, incluindo a famosa Concha y Toro. Passeios de meio dia que valem muito a pena!
Escolhemos visitar a VINÍCOLA UNDURRAGA que dista 34 km de Santiago e fica na região do Valle del Maipo. 
A fazenda é D I V I N A!  A visita é guiada pelas videiras e pelas áreas de produção e armazenamento que datam de 1885, e termina com uma degustação de 04 tipos de vinhos.


Fomos com a  http://www.turistik.cl

http://www.undurraga.cl









Desejo a todos, seja qual a for a correria de nosso dia a dia, que possamos, nem que seja em nosso próprio silêncio, nos permitir momentos de beleza, quietude, calmaria! 








Você também pode gostar:


Santiago do Chile em dias de verão

Santiago do Chile – Histórica

Valparaíso -  Um Escritinho sobre a Casa de Pablo Neruda

Um Escritinho sobre Viña Del Mar

Escritinhos dá as DICAS para Santiago – Valparaíso e Viña Del Mar


6 de jan de 2012

SANTIAGO DO CHILE em dias de verão ...





Dez 2011. Dias com calor de 38C. Paisagens sem neve.

Sra. Cordilheira circulando a cidade. Achou que já seria hora de pendurar seu manto branco num cabide e guardá-lo por um tempo no guarda roupa de frio. Agora, se espicha e lagarteia no sol. Aproveita seus dias de verão.

Assim somos nós também. Vivemos de estações. Nada é eterno.
E finalmente só conheceremos realmente alguém depois de termos atravessado todas as suas estações.



Você também pode gostar:


Santiago do Chile – Histórica

Valparaíso -  Um Escritinho sobre a Casa de Pablo Neruda

Vinícolas no Chile

Um Escritinho sobre Viña Del Mar

Escritinhos dá as DICAS para Santiago – Valparaíso e Viña Del Mar

2 de jan de 2012

Escritinhos viajando pelo CHILE - VALPARAÍSO - Encontrando Pablo Neruda




Pablo Neruda e eu. Era o dia de nosso encontro. A aprendiz de escritora e o mestre divino.
Ele estava ali na praça, à minha espera, quase imóvel, admirando o mar. Me diz que há momentos em que é preciso estar quieto, sem se mexer, apenas olhando a vida passar.

 Ele sabe que vim de longe, dos lados do Atlântico. Me recebe com um abraço e me permite uma foto.

Está rodeado de poesia. As letras saltitantes contornam seu corpo, se embaralham, trocam de lugar e se compõem e se recompõem à sua volta sem parar.  Rápidas, em frases perfeitas, sobem e descem as ladeiras de Valpo, atravessam o Pacífico, ganham o mundo. Rastro de harmonia por onde passam. Escritos de amor.

Mas as letras não lhe deixam quieto. Foram muitos os poemas de amor que deixaram seu coração macio e cheio de vida.  O amor é uma força que se espalha sem controle, que salva, que cura, não deixa nada nem ninguém imóvel. Deixa vivo.










Caminhamos juntos até a sua casa, La Sebastiana, pendurada no morro entre casas e funiculares de Valparaíso, rodeada de janelas de vidro para que pudesse escrever suas poesias  e olhar o mar.


Tomamos um café na charmosa cafeteria do seu lindo museu.  Me fala de suas conquistas.


Escolho alguns cartões. Ele escreve algumas palavras. Seu eterno dom de transformar qualquer palavra em poesia. Sua letra. Sua assinatura. 

Parto feliz. Coração em poesia.



_____________________________________________



Pablo Neruda y yo. Era el día de nuestro encuentro. La aprendiz y el escritor, el maestro divino.
Él estaba allí en la Plaza, me estaba esperando, casi inmóvil, contemplando el mar. Me dijo que hay momentos en que necesita estar tranquilo, sin moverse, viendo la vida pasar.
Él sabe que yo he venido de muy lejos, del lado del Atlántico. A mí me recibe con un abrazo y me permite tomar una foto.
Él estaba rodeado por la poesía. Las letras saltan, si cambian de lugar, y se componen y se recomponen alrededor de él, sin parar. Rápidas, en frases perfectas, corren arriba y abajo de las colinas de Valpo, cruzan el Pacífico, ganan el mundo. Dejan marcas de la armonía en el camino. Escritos de amor.
Pero las letras no lo dejan quedarse en silencio. Ha hecho poemas de amor que hicieron su corazón tierno y lleno de vida. El amor es una fuerza que se extiende fuera de control, que salva, sana, no deja nadie ni nada inmóvil. Deja vivir.


Fuimos juntos a su casa, La Sebastiana, ubicada en la colina entre las casas y los funiculares de Valparaíso, rodeada de ventanas de cristal para que pudiera escribir sus poemas y mirar el mar.
Nosotros tomamos un café en la encantadora cafetería de su hermoso museo. Halame de sus logros.
Escojo algunas tarjetas postales. Él escribe algunas palabras. Su don eterno de convertir cualquier palabra en la poesía. Su caligrafía. Su firma.
Me voy feliz. Corazón en la poesía.




Você também pode gostar:


Santiago do Chile em dias de verão

Santiago do Chile – Histórica

Vinícolas no Chile

Um Escritinho sobre Viña Del Mar

Escritinhos dá as DICAS para Santiago – Valparaíso e Viña Del Mar